BDR’s e ADR’s: Você sabe qual a diferença entre elas?

Quando pensamos nas maiores empresas do mundo, alguns nomes podem vir primeiro a nossa mente: Microsoft, Apple, Google, Amazon, Coca-Cola dentre outras. E você já deve ter notado algo que elas têm em comum: estas empresas não são brasileiras e, principalmente, não estão listadas na nossa bolsa de valores. Mas, você sabia que existe um meio de investir em empresas estrangeiras através da nossa bolsa? Sem toda a burocracia de abrir conta em uma corretora no exterior e enviar seu dinheiro para fora exige? São BDR’s e ADR’s, e falaremos sobre eles neste artigo.

BDR’s/ADR’s – O que são

BDR significa Brazilian Depositary Receipts (Recibos Depositários Brasileiros), ou seja, são certificados de depósito de um título internacional – ações ou título de dívida, – negociado na bolsa local, no caso o Brasil. Na mesma lógica, ADR significa American Depositary Receipts (Recibos Depositários Americanos), e representam certificado de títulos estrangeiros negociados nas bolsas americanas.

Na prática, BDR’s e ADR’s funcionam assim: Uma instituição financeira compra ações de empresas estrangeiras, e negocia os certificados lastreados nestas ações. Ou seja, você não é sócio diretamente da empresa, pois está comprando apenas certificados lastreados nas ações. Diferentemente de comprar ações locais diretamente, em que você se torna sócio da empresa.

Tipos de BDR’s

Aqui na bolsa brasileira, os BDRs podem ser divididos em Patrocinados e Não Patrocinados. O BDR Patrocinado significa que a empresa estrangeira, desejando disponibilizar suas ações no Brasil, contrata uma instituição financeira do país para intermediar estas negociações e negociar estes recibos. Já um BRD Não Patrocinado, é quando uma instituição financeira do país, por vontade própria, decide disponibilizar na bolsa local recibos de uma empresa estrangeira. Não tendo, então, envolvimento direto da empresa estrangeira neste modo de negociação. A diferença entre os dois tipos está na divulgação das informações da empresa, distribuição e negociação dos recibos. Tanto os recibos patrocinados quanto os não patrocinados, dão direito ao investidor de receber os dividendos, bônus e qualquer outro evento acionário, já convertido em reais, mas apenas o BDR patrocinado dá direito a voto.

Os BDRs Patrocinados ainda são divididos nos níveis 1, 2 e 3. Que diferem entre si pelo fato de que o nível 1 é apenas para investidores qualificados.  Já os níveis 2 e 3 são para investidores comuns, e sua diferença está no fato de que o 2 pode ser distribuído por oferta pública com esforços restritos. E o 3 obrigatoriamente por oferta pública.

Estes ativos têm códigos de negociação que facilmente são identificados pelo investidor como um BDR, seguindo o modelo descrito abaixo:

  • BDR não Patrocinado: final 34 ou 35 (Exemplo:AAPL34 ou GOGL35)
  • BDR Patrocinado Nível I: final YY
  • BDR Patrocinado Nível II: final 32
  • BDR Patrocinado Nível III: final 33

Vantagens e Riscos

A principal vantagem de se investir em BDRs é que não é necessário abrir conta em uma corretora internacional, que exige diversos documentos e muita burocracia. Além disso, não há a necessidade de passar pelos trâmites e tributos de se enviar e, posteriormente, trazer dinheiro para dentro do país.

Entretanto, os BDRs também oferecem riscos, pois assim como qualquer ativo de renda variável, podem ter oscilações bruscas de preço. Ademais, sua liquidez ainda é bem pequena se comparada aos outros ativos negociados em nossa bolsa, ou seja, há menos negócios sendo feitos com este papel. Assim, você pode ter que aceitar vendê-lo por um preço bem abaixo do que você considera “justo” por não ter muitas pessoas negociando ele.

E por fim, mas não menos importante, devemos ficar atentos ao risco cambial, pois por mais que o certificado seja negociado na nossa moeda local, ele representa um ativo em dólar. Portanto, em uma eventual queda do dólar, o valor internacional da empresa também irá diminuir.

BDRs são uma excelente forma de diversificar seus investimentos e devem sempre ser levados em consideração quando você estiver montando sua carteira, pois permitem expor seus recursos a diferentes riscos dos que afetam o Brasil.

Caso você tenha interesse, conheça os nosso fundo SOMMA Fundamental FIA, fundo de renda variável que aplica neste tipo de ativo .

 

BDR's e ADR's

Compartilhe nas mídias

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
plugins premium WordPress