Por que utilizar fundos de fundos para entidades fechadas de previdência complementar?

Usar fundos de fundos (FoFs) é uma ótima estratégia para entidades fechadas de previdência complementar (EFPC). No mercado financeiro existem diversas alternativas de produtos para investir nosso capital. No entanto, um aspecto é chave para o bom retorno de longo prazo: a diversificação dos investimentos

Por esta razão, iremos abordar este tema e o motivo pelo qual as entidades fechadas podem e devem buscar por fundos de investimentos para trabalhar com o seu capital. Ao longo da leitura, você vai entender o porquê desta afirmação.

Antes de prosseguir, convidamos você a acessar o Glossário: Principais termos e conceitos do mercado financeiro, desenvolvido pela SOMMA. Nele, você encontrará a definição de diversas palavras que você ouve no seu dia a dia na área dos investimentos. Confira!

glossário termos e conceitos mercado financeiro

Agora, vamos começar por entender como funcionam os fundos de fundos e quais as suas características dentro de uma estratégia.

O que são fundos de fundos?

Como o próprio nome sugere, os “fundos de fundos” são fundos de investimentos que investem o capital sob gestão em outros fundos de investimentos. Há, inclusive, uma abreviação para a categoria no mercado financeiro: FoFs. Ela é originada do termo em inglês (Fund of Funds).

SOMMA Investimentos mercado financeiro fundos de investimento
Photo by Jimmy Chan from Pexels

Ou seja, neste caso a estratégia é investir o patrimônio em outros fundos de investimentos com o intuito de obter uma maior diversificação não apenas nos fatores de risco do portfólio, mas também no estilo de gestão. Como cada tipo de fundo já investe em produtos específicos, essa abordagem do mercado permite a exposição do capital a diferentes ativos e diferentes filosofias de investimentos.

Quais são os tipos de FoFs?

Os FoFs também permitem uma montagem de carteira de ativos bem completa. Isso porque, enquanto fundos de investimentos, eles podem pertencer a algumas categorias distintas como, por exemplo: 

Importante mencionar que cada um desses FoFs deve respeitar a sua classificação. Ou seja, um fundos de fundos de renda fixa irá investir, majoritariamente, em cotas dos fundos de renda fixa. E o mesmo vale para as demais categorias.

Por que utilizar fundos de fundos para entidades fechadas de previdência complementar?

Agora você já entendeu o que são os FoFs e como eles podem ser úteis em uma estratégia de diversificação de investimentos. Contudo, por que eles são úteis também para entidades fechadas?

finanças ativos líquidos gráfico bolsa de valores
Photo by energepic.com from Pexels

Existem dois pontos fundamentais que justificam essa preferência. O primeiro é a agilidade no balanceamento das posições. Isto é, ao invés de comprar diversos ativos para sua carteira, basta selecionar o fundo de investimentos e deixar esse trabalho com o seu gestor.

Vale lembrar que na SOMMA Investimentos, todos os gestores selecionados passam por uma avaliação quantitativa e qualitativa e, caso atendam os requisitos, são aprovados para alocação.

Além disso, cada fundo de investimento possui uma gestão diferente. Assim, você pode consultar a história e estratégia para selecionar aquele que mais se adapta ao seu objetivo para gestão patrimonial da sua entidade fechada.

Quais são as vantagens dos FoFs?

Esses dois pontos que acabamos de mencionar já se apresentam como vantagens de investir em FoFs, mas existem outros pontos relevantes.

Além da diversificação e da agilidade no gerenciamento do seu capital, você contará com uma maior segurança na medida em que o seu capital não será exposto a um único ativo. Ou seja, caso um deles tenha uma performance negativa, não trará tantas consequências ao seu patrimônio pela variedade de produtos na carteira do fundo.

Podemos mencionar ainda, como reflexo deste cenário, uma redução das oscilações no seu capital, mesmo que o investimento utilize de produtos de renda variável. No entanto, essa variação depende diretamente do risco do fundo.

Outra vantagem é a possibilidade de acesso a gestores que são mais restritos e com capacidade restrita. 

E também podemos citar a redução de custo das taxas dos gestores selecionados na alocação do fundo. A estrutura de fundos de fundos permite que haja um contrato de reversão de um % das taxas que os gestores cobram em seus fundos para dentro do fundo do cliente que é gerido pela SOMMA. Esse rebate minimiza muito o custo adicional da estrutura de FoFs, e em muitos dos casos, praticamente anula.

Quais são as desvantagens dos FoFs?

Em relação às desvantagens, o maior problema são os custos. Fundos de investimentos cobram taxas dos seus cotistas para remuneração do time de gestão. Duas delas são bem comuns: taxa de administração e taxa de performance. No entanto, o investidor está sujeito a estes custos seja através do FoF ou investindo diretamente nos fundos.

A cobrança em si não é uma novidade, contudo, os FoFs também possuem a aplicação de taxas. Ou seja, o investidor acaba tendo um custo adicional em relação ao investimento direto em um fundo de investimentos. No entanto, como mencionado anteriormente, os contratos de reversão de taxas dos fundos investidos para dentro do FoF minimizam este custo adicional.

Além disso, os FoFs abertos possuem incidência do come-cotas para aplicação do Imposto de Renda. A depender do ativo e do montante total de capital, pode ser outro ponto de desvantagem.  Já no caso de Fundos de Fundos fechados, não há a cobrança do come-cotas.

Conheça a SOMMA Investimentos

A SOMMA Investimentos é uma empresa com quase 18 anos de experiência no mercado financeiro e mais de sete bilhões e meio de reais sob gestão.

Somma Investimentos

Nossa atuação vai muito além do formato tradicional do mercado financeiro, oferecendo soluções personalizadas para entidades fechadas de previdência complementar (EFPC) e clientes institucionais. Além do suporte, buscamos os melhores gestores para os seus objetivos. Além disso, nossa proposta de atendimento possui um pacote completo e diferenciado para a sua estratégia que envolve, por exemplo: 

  • O diagnóstico completo dos seus objetivos;
  • Busca pelos melhores (e menores) custos;
  • Análise do cenário macroeconômico.

Para conhecer mais sobre o trabalho da SOMMA Investimentos, fica o convite para conversar com um de nossos especialistas e esclarecer eventuais dúvidas.

fundo de fundos

Compartilhe nas mídias

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
plugins premium WordPress