Você conhece os tipos de ativos negociados na B3?

Ao mencionarmos a B3 (Bolsa de Valores do Brasil) provavelmente a primeira coisa que nos vem à cabeça são as ações das empresas negociadas na bolsa de valores. Entretanto, esse não é o único tipo de ativo que pode ser negociado na nossa bolsa de valores, esta compreende uma gama bem mais ampla de opções, e cabe a B3, oferecer um ambiente de negociação seguro e estável para os mais diversos valores mobiliários.

 

Tipos de ativos negociados na B3

AÇÕES

Já mencionadas, as ações podem ser definidas como uma parte da participação societária na empresa que ela representa. Dessa forma, ao comprar uma ação de determinada empresa você está literalmente tornando sócio desta, mesmo que seja com uma participação mínima.

Na B3 existem dois tipos de ações, as ordinárias (ON) e preferenciais (PN), representadas, respectivamente, por 3 ou 4 no final do ticker da ação. A principal diferença entre elas é que as ações ordinárias dão direito ao voto na assembleia da empresa e as preferenciais, como não dão direito ao voto, tem preferência no recebimento de dividendos. Clique aqui e saiba mais como receber dividendos de ações.

Vale mencionar que também existem as Units, representadas pelo número 11, elas são um conjunto de ações ordinárias e preferenciais e a proporção de cada varia de acordo com a empresa. As units do Banco Inter (BIDI11), por exemplo, são compostas por 1 ação ON e 2 ações PN.

 

FIIs – Fundos Imobiliários

Os Fundos de Investimento Imobiliários, representados pelo 11 no final do ticker do fundo, são fundos de investimentos fechados cujo capital é investido em ativos relacionados ao mercado imobiliário, e as cotas são negociadas no mercado secundário.

Os FIIs podem investir diretamente em imóveis (fundos de tijolo), em títulos imobiliários como CRIs, LCIs, entre outros (fundos de papéis) ou em cotas de outros FIIs (fundos de fundos). Um ponto de destaque a respeito dos fundos imobiliários é o fato de que eles devem distribuir pelo menos 95% do lucro aos cotistas, por meio de rendimentos mensais.

 

ETFs – Exchange Traded Funds

Os ETFs ou fundos de índices, assim como o nome sugere, são fundos que replicam determinados índices de mercado. Assim como os FIIs, os ETF são fundos de investimento com as cotas negociadas na bolsa, entretanto, eles estão relacionados diretamente a um determinado índice, replicando o mesmo. Eles, assim como as Units e os Fundos Imobiliários, também são representados pelo 11 no final do ticker.

 

ETF de ações

Como mencionado anteriormente, um ETF de ações é um fundo que replica determinado índice de RV. Alguns exemplos são o BOVA11, SMAL11 e o IVVB11, os quais replicam respectivamente, o Ibovespa, o índice de Small Caps (SMLL) e o S&P 500.

 

ETF de RF

Apresentando-se como uma novidade na bolsa, estes são fundos que replicam índices ou que investem em determinados títulos de Renda Fixa, cujas cotas são negociadas no pregão. Vale destacar que apesar destes ativos replicarem índices de RF, eles são negociados no mercado secundário, podendo ter uma volatilidade mais aparente do que um investimento de RF tradicional.

Dois exemplos são o KDIF11, fundo de debêntures incentivadas de infraestrutura com benchmark em juros reais, e o IFRA11, o qual investe em títulos privados relacionados aos setores de infraestrutura.

 

ETF de criptos

Esse tipo de ETF é ainda mais recente, como o nome sugere, esse é um fundo de investimentos com aplicações em diferentes tipos de criptomoedas como o Bitcoin, Litecoin, Ethereum, entre outros. O único ativo desse tipo até o momento é o HASH11, que replica o Nasdaq Crypto Index (NCI), índice de criptomoedas criado pela gestora Hashdex em conjunto com a Nasdaq.

 

BDRs – Brazilian Depositary Receipts

As BDRs podem ser definidas como títulos de empresas estrangeiras negociados na B3, elas basicamente representam na nossa bolsa as ações de empresas de outros países, tornando bem mais fácil sua negociação, não sendo necessário abrir uma conta em uma corretora estrangeira. A grande maioria são representadas pelo número 34 no final do ticker, mas também podem ser representadas pelo 35, 33 ou 32, dependendo do tipo de patrocínio e nível.

Não são todas as empresas com capital aberto em outros países que possuem BDRs listadas, inclusive é um número relativamente pequeno, entretanto, as maiores e mais conhecidas geralmente possuem BDRs. Alguns exemplos são: Facebook, Amazon, Starbucks e Google representadas respectivamente pelos códigos FBOK34, AMZO34, SBUB34 e GOGL34.

Além de oferecer um ambiente estável para as negociações, a B3 se apresenta como uma oportunidade para as empresas de capital fechado, se tornarem companhias de capital aberto na Bolsa por meio do processo chamado de IPO – Initial Public Offering” (Oferta Pública Inicial). Saiba mais sobre esse processo clicando aqui.

 

Conheça a SOMMA Investimentos

Com tantas opções de tipos de ativos negociados na B3, o investidor deve analisar com cuidado em quais ativos investir, estudando e acompanhando os ativos de seu interesse, análises de especialistas e recomendações de seus assessores. A SOMMA Investimentos se apresenta como seu braço financeiro, analisando, planejando e acompanhando sua carteira de investimentos, sempre atentos as oportunidades e riscos presentes no mercado financeiro.

Qualquer dúvida, sugestão ou comentário, ficamos à disposição pelos contatos indicados abaixo. Bons investimentos!

SOMMA Investimentos

Compartilhe nas mídias

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
plugins premium WordPress